segunda-feira, 24 de novembro de 2014

UM ATLETA UM SONHO.



Vamos passa um depoimento de um atleta que apesar de muito novo tem uma certa experiencia de vida no futebol.

Bom, meu nome é Victor, tenho 17 anos. Sou nascido de Olinda (PE) e moro em Paulista (PE).
Comecei Jogando futsal nos times de interior de Pernambuco, jogos escolares, e daí fui adquirindo experiências. Eu nasci com o futebol em mim, é uma paixão forte que sinto pela bola, ao que me levou ter o sonho de ser um profissional  desse esporte. Sonho ao qual já cheguei perto de realiza-lo. Mais deixarei essa parte pra depois.
Continuando... Quando morava no interior e jogava os campeonatos de futsal de lá, tive uma conversa com meu Pai, ao qual decidimos que o melhor que tínhamos a fazer era buscar novos ares, para eu estar crescendo mais no futebol. E aí, voltei para Olinda, onde nasci. E comecei a participar de escolinhas e testes. Fique na escolinha do Sport Club do Recife (2012), naquela época, o Brasil estava conhecendo e se encantando com o futebol de Neymar. E com isso, fui apelidado na Ilha do Retiro (Estadio do Sport), como o Neymar da ilha. Me sentir honrado, mais sei o quanto sou inferior a ele. E não é a primeira vez que sou comparado a grandes craques. Minhas características físicas e de jogo, fizeram ser comparado também ao ex craque da Seleção, Rivado. Mais isso tudo, não passa de comparações (Risos).
Dentro do Sport, pude fazer grandes amizades, como a do Ídolo e atual goleiro do Sport, o Magrão, e os ex-atletas do Sport, Zagueiros Tobi, Ailson e o Lateral direito Cicinho (Ex Seleção Brasileira também). Pessoas, que sempre me deram apoio e acreditaram na minha capacidade de ser um profissional. De lá, fu jogar no Ferroviaro de Recife. Tive uma passagem muito rápida, e recebi um convite de um treinador de Roraima, para está participando da seletiva do Flamengo (Rj) , que ia ter lá. Viajei para Roraima, e fiquei treinando no Núcleo do Flamengo que tinha lá, me preparando para essa seletiva. Quando estava lá, soube que no estado também teria a seletiva do Vasco da Gama (Rj). E aí, resolvi me escrever na seletiva das duas equipes. Na do Flamengo, mesmo jogando bem, não tive o sucesso esperado. Já na seletiva do Vasco, fiquem entre os melhores jogadores do estado, e por pouco não fui para o Rio de Janeiro integrar a categoria de base do clube carioca. (Isso ocorreu entre Outubro a Dezembro de 2013).
Em Janeiro de 2014, tive uma oportunidade de vim jogar numa equipe de Recife, em um determinado time, onde disseram que jogaríamos um torneio internacional. Me apresentaram várias coisas, que me pareceu tudo verídico. Gravei várias matérias pros jornais e televisão do estado de Roraima, e tive meu retorno a Recife patrocinado.
Ao chegar aqui, presenciei uma situação totalmente falsa, comparada ao que tinham me falado. Passei 3 meses jogando nessa equipe, e resolvi sair. Fiquei sem time, grandemente prejudicado. Mais nunca deixei de treinar e me preparar. Sei do sonho que tenho, e sempre procurei me manter preparado para quando a oportunidade aparecesse.
Recebi já alguns convites para ser profissionalizado, times pequenos e times de importância no futebol brasileiro, mais não fluíram. Prefiro não citar os nomes de algumas equipes aqui na matéria. Talvez, por eu não ter um empresário que me ajude nessa carreira, acabo me prejudicando com algumas coisas. 
Mais, como um bom Cristão, sei que desde que entreguei minha vida a Jesus Cristo, nada foge do controle Ele. Ja pensei diversas vezes desistir desse sonho. Mais já tive experiências com Cristo, e Ele me prometeu que esse sonho se realizaria, não é so um sonho meu, é o sonho que Ele tem para minha vida. Com isso, não existe a possibilidade do ´´será que vou ser?`` , SEI QUE REALIZAREI ESSE SONHO, e estou treinando muito para isso.
Em Agosto desse ano, comecei a treinar no sub 17 do Íbis, após o Presidente do Clube me conceder uma chance de está jogando o Campeonato Pernambucano Juvenil. Muitas pessoas talvez se perguntassem se eu tinha vergonha de jogar em um time, onde já teve o status de Pior time do mundo. Mais pelo contrário, me sentia feliz, principalmente por saber que estava no centro da vontade de Deus. Fui muito bem recebido lá, e queria ter tido a chance de retribuir dentro de campo, o carinho que recebi. Espero um dia, quem sabe, poder retornar a equipe e realizar coisas, ao qual fui interrompido de fazer. Com dois meses lá, o treinador ao qual eu vinha jogando, por alguns motivos, foi afastado do cargo, e com a entrada do novo professor, fui prejudicado e afastado do elenco. Hoje, jogo pela Associação Atlética Navarro, time ao qual me acolheu para que eu não deixasse de jogar o campeonato pernambucano. Ainda não estou regularizado, e infelizmente o meu time já foi eliminado. E terei a minha estreia agora na terceira rodada, e minha equipe vai entrar so para cumprir tabela. Com muitos altos e baixos, essa vem sendo minha história, e com fé e muita disposição, enfrentarei tudo que 2015 vai me trazer. Agradeço ao blog, por me ter dado esse espaço de falar um pouco de mim, e deixo meu abraço especial ao Juninho Junior.



Que o Victor realize os seus sonhos é o que deseja o blog FURO ESPORTIVO PE