quinta-feira, 28 de maio de 2015

O que existe por trás da fabricação de uma salsicha? Talvez você não irá querer comê-la após descobrir






Elas são um lanche extremamente popular e, como muitas pessoas diriam, uma mistura de prazer, delícias e culpas pela fuga da dieta.





Porém, do que realmente a salsicha do cachorro-quente é feita para ser tão gostosa assim?

Estas imagens mostram uma fábrica de produção de salsichas e as várias fases de produção não são nada bonitas. Os restos de carne de porco, carne bovina e de frango são misturados e reduzidos a uma pasta, para serem transformados, posteriormente, em salsichas.

Restos de ossos de galinha são triturados e colocados na mistura, juntamente com o sal, o amido e aromatizantes. A água é pulverizada, dando à mistura uma aparência de lama ou sorvete. O xarope de milho é adicionado para dar um toque de doçura antes que a mistura se torne uma fina emulsão, bombeada por um cano em um recipiente.



O ar é aspirado e, em seguida, a mistura é bombeada para invólucros de celulose. Mesmo nesta fase, o cachorro-quente é um tipo de fast food. Como é explicado, leva apenas 35 segundos para fazer essas salsinhas em quantidade suficiente para encher duas vezes um campo de futebol.

Em um turno na fábrica, é feito um escalonamento de 2,5 milhões de salsichas. O sabor dado a elas vem de uma boa dose de água salgada, jogada por meio de um chuveiro, antes de serem assadas e embaladas.
VEJA O VÍDEO